quinta-feira, 27 de abril de 2017

SÉRIE APOLOGÉTICA: DEUS EXISTE (Parte 1)



A existência de Deus é um dos aspectos mais abordados pelo ceticismo. Nisso concentra-se o cerne de todos os ataques humanistas. Ao longo da história, muitos foram os grandes teólogos e filósofos que estabeleceram uma sequência de argumentos racionais pró Deus e um deles foi o brilhante teólogo Tomás de Aquino. Para iniciar a presente defesa apologética, trazemos ao nosso público esse profundo tratado, que se observado e examinado com toda isenção e serenidade, fornecerá bases inteligíveis e palpáveis de que Deus não é um mito, tal como propõem os ateus.

quarta-feira, 26 de abril de 2017

APÓSTOLOS E APÓSTOLAS. VERDADE BÍBLICA OU HERESIA?


As páginas da Escritura enfatizam a importância dos ministérios proféticos e apostólicos. O profeta do Antigo Testamento era uma autoridade oficial, representante de Deus diante do povo. Tal autoridade lhe era concedida mediante o chamado especifico e pessoal da parte do Senhor. Proclamação e predição eram características percebidas em todos os profetas.

terça-feira, 25 de abril de 2017

segunda-feira, 24 de abril de 2017

POR QUE A BÍBLIA NÃO FALA EM DINOSSAUROS?


Pergunta enviada por Genezio Oliveira – Vitória (ES)


Querido pastor Reinaldo Ribeiro, sou evangélico há mais de 15 anos e pertenço ao meio universitário, onde escuto muitas piadas e contestações sobre a Bíblia. Uma delas me perturba muito. É a questão dos dinossauros. Os ateus falam do silêncio bíblico sobre eles e a diferença de datas do tempo de vida do universo e da Terra que há entre a ciência e a Bíblia. E tudo isso é usado como uma “prova” contra a existência de Deus. Então querido irmão me ajude a entender, os dinossauros existiram mesmo? Por que a Bíblia não fala deles? E sobre o tempo da existência a Terra, quem está certo? A ciência ou a Igreja?

COMO PODEMOS RECONHECER UM DISCÍPULO DE JESUS?


Os discípulos de Jesus são conhecidos pelo amor. Amor é o emblema, a insígnia, o distintivo pelo qual os homens nos distinguem dos discípulos de outras religiões. Conhecemos os discípulos de Joseph Smith pelo sistema religioso que nega a divindade do Cristo e se recusa a doar sangue; conhecemos os adeptos de Kardec pela sua crença na reencarnação e na comunicação com os mortos; conhecemos os discípulos de Ellen White por sua devoção exacerbada ao sábado; conhecemos discípulos de Platão pelas ideias fantásticas do côncavo da lua; os discípulos de Zenon, por seus sonhos de apatia e infelicidade; os discípulos de Maomé, por seu rigor em observar os decretos de Alá. Podemos conhecer os discípulos dos escribas por suas tradições e exposições da lei; os discípulos dos fariseus, pelo seu formalismo e hipocrisia; os discípulos dos saduceus, pela negação da providência de Deus e descrença na ressurreição. “Porem”, os discípulos de Jesus de Nazaré, serão conhecidos, não por seus milagres (I Co 13.1,2), nem por seus sermões, também não é pela sua doutrina ou pela placa de sua igreja, mas por seu “AMOR” – Amor este personificado em Jesus o Filho de Deus, aqui na terra e dedicado ao próximo sem qualquer preconceito ou restrição. Somente depois de conhecermos e praticarmos este amor de Cristo, que excede todo o entendimento, somos cheios de toda a plenitude de Deus (Ef 3.19) e podemos dizer que somos de fato cristãos. Se existe algum ódio, mágoa, inveja ou rixa em seu coração, seja honesto consigo mesmo, pois você ainda não pode ser reconhecido como um discípulo verdadeiro de Jesus! 

domingo, 23 de abril de 2017

O DEVER DE TODA CRIAÇÃO

É indubitável que toda pessoa intelectualmente equilibrada sabe ou sente que o ser humano não deve sua existência ao acaso. Sabe e sente que existe um Ser superior, Criador de todas as coisas. Ao mesmo tempo, essas pessoas se sentem atraídas; consciente ou inconscientemente, para esse Ser superior que lhes inspira reverência, amor e o desejo de prestar-Lhe adoração. Esses sentimentos inatos ao ser humano foram belamente expressos por Davi no Salmo 42. "Como suspira a corça pelas correntes das águas, assim, por Ti, ó Deus, suspira a minha alma. A minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo: quando irei e me verei perante a face de Deus?". Todo verdadeiro cristão participa dos sentimentos expressados pelo salmista e se une a ele quando disse: "Alegrei-me quando me disseram: Vamos à casa do Senhor”. Vamos todos, portanto, à casa de Deus para prestar-Lhe culto e adoração, pois este é um privilégio intraduzível e um dever de toda criação! 

EBD: UM SAGRADO MINISTÉRIO

"Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a obedecer a tudo o que eu lhes ordenei. E eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos" (Mateus 28.19-20).
A igreja não pode perder da memória que sua principal missão na Terra é evangelizar. O mandamento de Jesus, contido no texto acima transcrito, é taxativo: "Vão, façam discípulos, ensinem... Eu estarei convosco". Não há meio melhor de evangelizar a comunidade senão através da Escola Bíblica Dominical. A EBD está sempre inserida numa comunidade onde há pessoas precisando do conhecimento de Deus, e a EBD possui este conhecimento. Pessoas sempre estão precisando de salvação e a EBD sabe em Quem está a salvação. Portanto, evangelizar os pecadores deve fazer parte de toda a programação de cada EBD local.Uma igreja avivada e comprometida com os ensinos de Cristo, não se conforma com o crescimento vegetativo. Certamente, ela almejará muito mais. Ela se dedicará à busca das almas que estão perecendo diariamente ao seu redor. Ela se utilizará da EBD, por meio de seus líderes, professores e alunos, para crescer sua membresia nos moldes da Igreja Primitiva, que, evangelizando, se multiplicava pelo miraculoso operar do Espírito Santo, que convencia os perdidos do pecado, da justiça e do juízo. Quando a Igreja prega e ensina a Palavra de Deus, há sempre a resposta divina fazendo aquilo que o homem não pode fazer: salvar, libertar e efetivar o crescimento numérico e espiritual da Igreja, que é o grande desejo de todo verdadeiro cristão. Vamos todos para a EBD e que não morra jamais este sagrado ministério nascido no coração de Deus.

sábado, 22 de abril de 2017

CAIR PELO PODER: OBRA DE DEUS OU ENGANO DO MALIGNO?

Não é mais novidade para ninguém que a teologia cristã em nosso país está sofrendo um ataque sem precedentes. Forças infernais têm mobilizado o falso apostolado como nunca para perverter, distorcer e impor tendência e crenças, gerando uma desfiguração flagrante na identidade da igreja. Por isso, em dias atuais, elementos do espiritismo, do budismo e da umbanda se incorporaram numa versão gospelizada, que vem arrastando multidões para o engano e sua consequente condenação. Seria fácil combater e vencer tudo isso, se houvesse investigação bíblica sincera por parte das pessoas, mas o problema é que nos dias atuais quem menos tem frequentado grande parte das igrejas é a Bíblia. Ela fica de fora enquanto os espetáculos das profetadas, dos atos proféticos, das entrevistas com demônios, das danças coreográficas, da hipnose, da autoajuda e do mercantilismo religioso tomaram por usurpação a supremacia que ela já teve séculos atrás.

VOCÊ DESEJA TER PAZ?


VOCÊ DESEJA TER PAZ?


"Tu conservarás em paz aquele cuja mente está firme em ti; porque ele confia em ti. Confiai no SENHOR perpetuamente; porque o SENHOR Deus é uma rocha eterna". (Isaías 26.3,4)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...